Notícias

A Irriganor estará presente nos dias 14 a 18 de maio/2019 na AgroBrasília – Feira Internacional dos Cerrados.

WhatsApp Image 2019-04-25 at 14.58.07

A AgroBrasília – Feira Internacional dos Cerrados, fará sua 12ª edição, em maio próximo. Realizada pela Cooperativa Agropecuária da Região do Distrito Federal (Coopa-DF) é uma vitrine das tecnologias para o agronegócio.

Trata-se de uma Feira de tecnologias e negócios voltada a empreendedores rurais de diversos portes. Os visitantes encontram o que há de mais novo em máquinas, implementos agrícolas, insumos, pesquisas, biotecnologia, genética animal e vegetal, entre outros. Além de um espaço dedicado à agricultura familiar onde são apresentadas tecnologias apropriadas ao setor, a AgroBrasília mantém também uma área permanente para o sistema de Integração Lavoura-Pecuária- Floresta (ILPF).

A Feira vem sendo palco de importantes debates, sobre os mais importantes temas ligados ao agronegócio. É um espaço para trocas de experiências e conhecimento, e se caracteriza ainda, como a melhor oportunidade do ano para a realização de negócios.

A Irriganor estará presente na edição deste ano em parceria com a Coagril (Cooperativa Agrícola de Unaí) no stand I-33.

Esteja prestigiando este evento! Sua presença é muito importante!

Maiores informações podem ser obtidas no seguinte endereço: http://www.agrobrasilia.com.br/#

 

Créditos: http://www.agrobrasilia.com.br/#

Irriganor participa da 118ª Reunião Extraordinária do Conselho Estadual de Recursos Hídricos – CERH/MG.

WhatsApp Image 2019-04-23 at 17.34.21

Esteve ontem (23/04/2019) em Belo Horizonte representando a Irriganor junto à vaga de 1º suplente no Conselho Estadual de Recursos Hídricos de Minas Gerais (CERH/MG), o associado e integrante do Conselho Fiscal Suplente, o Sr. Marcelo Perondi.

Para esta reunião foram tratadas as seguintes deliberações:

 – Indicação de 2 (dois) conselheiros, sendo 1 (um) titular e 1 (um) suplente, para compor a Comissão Estadual P2R2 Minas. Apresentação: Subsecretaria de Fiscalização-Sufis/Semad;

– Avaliação do cumprimento das metas de gerenciamento de recursos hídricos de Minas Gerais – ano base 2018 – do Programa de Consolidação do Pacto Nacional pela Gestão das
Águas (Progestão);

– Criação da Comissão de análise dos resultados do monitoramento da governança do Sistema Estadual de Gerenciamento de Recursos Hídricos de Minas Gerais, previsto na DN CERH-MG nº 61/2018;

– Avaliação das diretrizes do Plano Estadual de Recursos Hídricos e proposta de implementação da modelagem ótima das UPGRHs;

– Ações implementadas pelo Estado de Minas Gerais após o desastre da Barragem 1 (Mina Córrego do Feijão). Apresentação: Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Sisema); e assuntos gerais foram tratados também nesta reunião.

É de suma importância a participação da Irriganor junto aos órgãos gerenciadores dos recursos hídricos.

WhatsApp Image 2019-04-23 at 15.49.21

Crédito Fotos: Marcelo Perondi

Irriganor participa do Seminário de Gestão Integrada e Segurança Hídrica em Bonfinópolis de Minas-MG.

WhatsApp Image 2019-04-11 at 10.50.44

WhatsApp Image 2019-04-11 at 10.50.43

Ocorreu no dia 12 de março/2019 o Seminário de Gestão Integrada e Segurança Hídrica na sede do Rotary Club em Bonfinópolis de Minas o  que reuniu especialistas, produtores rurais, prefeitos, vereadores e representantes de várias instituições que promovem ações de preservação e recuperação das águas e do meio ambiente em municípios de Minas Gerais com o objetivo de avançar em diagnósticos, técnicas e estudos para o melhoramento no trato da água, do solo e dos resíduos sólidos da região.

“Temos uma grande preocupação com a parte ambiental, principalmente em relação os recursos hídricos, pois o nosso município tem uma potencialidade muito grande na produção de água e a gente quer preservar e potencializar ainda mais para ter a subsistência para o ser humano e o consumo animal e ter para a produção agrícola que o grande forte da nossa região, e Bonfinópolis é responsável pela produção de água de quatro cidades: Natalândia, córrego Mamoneira; Dom Bosco, o Gado Bravo; Bonfinópolis, o Ribeirão das Almas, e Riachinho, o Confins, todos esses cursos de água iniciam em Bonfinópolis. Então temos a responsabilidade de preservar esses recursos para o nosso município e para os municípios vizinhos. A proposta é sempre buscar o equilíbrio entre o meio ambiente e a parte produtiva e estamos sempre buscando políticas públicas para avançar nessa na preservação dos recursos hídricos”, falou o prefeito de Bonfinópolis de Minas, Donizete Antônio Santos.

Palestras

O especialista em recursos hídricos da ANA (Agência Nacional de Águas), em Brasília-DF, Luiz Augusto Preto deu uma palestra sobre o Programa Produtor de Água, que usa o conceito de PSA (Pagamento por Serviço Ambiental) uma forma de recompensa por benefícios trazidos pelas ações de produtores dentro e fora de suas propriedades. Criado pela agência em 2001, o programa estimula o cuidado com a água, os proprietários recebem apoio técnico e financeiro de parceiros, que podem ser a companhia de águas e a administração local, o DER, bancos, faculdades, Sesi, Senar, Emater entre outros interessados em contribuir. O é um incentivo e não uma obrigação, porém, segundo Luiz, pode ser perfeitamente aplicado em qualquer região do país, trazendo ganho econômico, aumento da quantidade e da qualidade da água da região.

O professor Henrique Chaves da UnB (Universidade de Brasília), explicou os Aspectos Técnicos, Econômicos e Institucionais de Projetos Produtores de Água. Para ele a produção e a preservação podem e devem andar juntas. “A ideia original do programa tem que está na cabeça de cada um. A capacitação é muito importante para produtores e ribeirinhos. O agronegócio deve ser a solução e não um problema. Pode produzir e conservar ao mesmo tempo”, disse o professor, acrescentando que o PSA é uma ferramenta de empoderamento da agricultura e de melhoria hidro-ambiental.

Fúlvio Simão da Epamig – Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais – palestrou sobre os Indicadores de Sustentabilidade em Agroecossistemas – ISA – que segundo ele, é uma ferramenta de gestão para o produtor, com os objetivos de realizar um diagnóstico dos balanços social, econômico e ambiental de seu estabelecimento, apontar pontos críticos ou riscos e os pontos positivos e oportunidades de negócios. Além disso, permite gerar uma série de informações úteis para auxiliar o gestor público na identificação de vulnerabilidades socioeconômicas, fragilidades ambientais, entraves e potencialidades de atividades agrossilvipastoris na escala de uma sub-bacia hidrográfica, bem como na elaboração e no monitoramento de programas específicos de intervenção em áreas ou situações problemáticas, de programas indutores para adoção de práticas de adequação ambiental e socioeconômica, ou de programas para o reconhecimento e premiação de produtores com bom desempenho ambiental.

O Diretor Administrativo da Irriganor, Leonardo Linzmayer Noivo, esteve representando a associação neste evento, compondo a mesa dialógica e participando dos debates propostos no evento. Segundo Leonardo L. Noivo, o evento foi de suma importância para a região e com uma qualidade superior frente aos palestrantes presentes no evento que são muito gabaritados no assunto.

 

Fonte: Fotos e material cedido pelo Jornal Tribuna de Unaí.

Irriganor entrega cheques simbólicos a dois pequenos produtores rurais inseridos no projeto do Grupo de Técnicos de Desenvolvimento Sustentável (GTDS) em Bonfinópolis de Minas-MG.

20190319_150024 (3)20190319_145921 (2)

No dia 19 de Março de 2019 durante o encontro do Grupo de Técnicos do Desenvolvimento Sustentável (GTDS) que ocorre pelo menos uma vez por mês em Bonfinópolis de Minas-MG, foi realizada a entrega de dois cheques simbólicos a dois pequenos produtores rurais desta região.

As duas propriedades escolhidas para serem consideradas as unidades de referência do projeto do GTDS foram as do Sr. João Mutengo e Sr. Balbino Vieira, ambas localizadas, respectivamente, nas comunidades Caldeirão e Arrozal no município de Bonfinópolis de Minas-MG.

Este projeto visa realizar o diagnóstico sócio-ambiental nas pequenas propriedades rurais com o intuito de buscar soluções para os problemas relacionados, principalmente, às questões ambientais e que dizem respeito aos recursos hídricos.

A Irriganor participa e integra o GTDS e além de disponibilizar a colaboradora e bióloga, Juliana Gracieli R. de Oliveira, para o levantamento do diagnóstico nas pequenas propriedades rurais, colaborou ainda com uma ajuda financeira no valor de R$ 2.000,00, sendo R$ 1.000,00 para cada propriedade, para ajudar no custeio de compra de materiais para ações que serão desenvolvidas nas duas propriedades. A prefeitura de Bonfinópolis de Minas firmou o compromisso, através do prefeito, Donizete Antônio dos Santos, de fornecer o maquinário para criação das barraginhas, curvas de nível e materiais para o cercamento das nascentes. Outras ações estão previstas para serem desenvolvidas nestas propriedades, além das citadas acima e estaremos divulgando os resultados destes trabalhos.

 

Por: Juliana Gracieli R. de Oliveira

 

 

 

 

Irriganor em parceria com a prefeitura de Bonfinópolis de Minas e outros parceiros está realizando um levantamento ambiental com pequenos produtores rurais neste município.

Desde o mês de março/2019, a bióloga e colaboradora da Irriganor, Juliana Gracieli R. de Oliveira está em Bonfinópolis de Minas-MG para auxiliar nos levantamentos ambientais nas propriedades de pequenos produtores rurais deste município.

Esta iniciativa é uma parceria com o grupo do GTDS (Grupo de Técnicos de Desenvolvimento Sustentável) que envolvem técnicos da prefeitura da Secretaria de Agricultura, IEF, EMATER, Câmara de vereadores, Agência Vale Urucuia e a Irriganor que foi convidada a participar devido à sua importância nas questões hídricas em decorrência da participação efetiva no Zoneamento Ambiental e Produtivo do rio das Almas.

Neste primeiro levantamento realizado nas propriedades dos pequenos produtores rurais, é aplicado um breve questionário sócio-econômico e posteriormente é realizado uma vistoria em toda a área com um foco ambiental.  Estão sendo catalogadas as barraginhas, estado de conservação das mesmas, necessidade de construção de mais e quantas seriam, focos erosivos, gravidade e possíveis soluções para conter esses processos de erosão, estado de conservação das áreas de preservação permanente (APP), localização de nascentes, condições em que as mesmas se encontram, origem de captação das águas nas propriedades, assoreamentos nas áreas, dentre outras.

20190404_110846-1

O diagnóstico a ser realizado a partir dos dados obtidos será de suma importância para que a prefeitura do município local busque recursos para que sejam investidos na recuperação e revitalização destas áreas e consequentemente dos recursos hídricos na região.

Os desafios são grandes frente à demanda já presenciada pela bióloga Juliana Gracieli, mas é preciso começar, é preciso dar o primeiro passo e isso já foi feito. Este trabalho é uma grande iniciativa e que mostra a preocupação com a disponibilidade hídrica. É importante destacar quão significativo e essencial é trabalhar a Educação Ambiental em todas as esferas da sociedade. Não basta as pessoas terem boa vontade, é preciso instruí-las a desenvolver as técnicas de forma correta e o GTDS está à disposição e comprometido em colaborar para que todas as ações sejam efetivas.

A Irriganor se sente lisonjeada e agraciada em poder fazer parte deste grupo e por estar contribuindo para a realização deste projeto.

A previsão de encerramento das atividades de campo será em maio/2019 pela prefeitura local.

 

Por: Juliana Gracieli R. de Oliveira

 

Vice-presidente da Irriganor e colaboradoras, juntamente com o SEBRAE Minas visitam a AIBA em Barreiras-BA.

Entre os dias 12 a 14 de março/2019, a vice-presidente da Irriganor, Rowena Betina Petroll, as colaboradoras Juliana Gracieli e Fernanda Morais e também colaboradoras do SEBRAE Minas, Fabiana Santos Vilela e Jéssica Viana, estiveram visitando a sede da AIBA (Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia), em Barreiras na Bahia.

O objetivo da visita foi buscar aprendizado através das experiências já adquiridas pela AIBA que atua enquanto associação há 28 anos no estado da Bahia. Foram 3 dias de muito aprendizado pela equipe da Irriganor e SEBRAE Minas, conforme foi apresentado por toda a equipe da AIBA. Os diversos setores da AIBA foram nos apresentado como a área financeira, administrativa, ambiental, social e outros. Sem sombra de dúvidas, podemos dizer que a AIBA é, hoje, uma referência em associação de produtores e irrigantes e é por estes caminhos que a Irriganor também deseja trilhar, continuar crescendo e poder oportunizar serviços aos seus associados e também se tornar referência não só no Noroeste de Minas, mas também em todo o estado.

IMG_9948

Fomos muito bem recebidas por toda a equipe da AIBA e esperamos poder ter a oportunidade de retribuir tamanha e calorosa recepção. Temos muito trabalho pela frente, diante de tantas demandas que estão surgindo e foi diante destas novas perspectivas que surgiu a necessidade de buscarmos novas e melhores formas de aperfeiçoamento para agregar ao crescimento da Irriganor enquanto associação.

É a Irriganor buscando melhorias para atender melhor os seus associados!

 

Por: Juliana Gracieli R. de Oliveira

 

SEBRAE Minas, Irriganor e parceiros concluem o Zoneamento Ambiental e Produtivo do Ribeirão Santa Isabel.

WhatsApp Image 2019-04-11 at 15.49.12 (1)

No dia 22 de março/2019 ocorreu em Paracatu-MG, a entrega do diagnóstico do Zoneamento Ambiental Produtivo no Ribeirão Santa Isabel (ZAP), realizado pelo SEBRAE Minas, Irriganor, Prefeitura Municipal, Agência de Desenvolvimento Sustentável de Paracatu e outros parceiros.

O Zoneamento Ambiental e Produtivo detalha a disponibilidade hídrica, o uso e a ocupação do solo ao longo da bacia hidrográfica, além disso sugere ações de revitalização do ribeirão.

Entre as iniciativas para regularizar a vazão da bacia e atender a demanda atual e futura de produtores rurais e, principalmente, da população da cidade, o estudo sugere a construção de quatro barragens ao longo da calha do rio, a proteção de nascentes e recuperação de áreas degradadas.

A vice-presidente da Irriganor, a Sra. Rowena B. Petroll, esteve à frente deste trabalho representando a Irriganor, juntamente com os parceiros, e ativou arduamente para que o mesmo fosse concluído.

Para o gerente do Sebrae Minas da Regional Noroeste e Alto Paranaíba, Marcos Alves, a entrega do estudo representa o início de um trabalho que contribuirá para a diminuição dos reflexos da falta de água no município. “No Dia Mundial da Água conseguimos fazer uma entrega substancial para o município, principalmente pela crise hídrica que a cidade passou nos últimos anos. Agora nós temos informações suficientes para tomar as decisões certas e partir para as ações que permitam o desenvolvimento econômico local de maneira sustentável”.

O evento de entrega do diagnóstico contou com a presença, entre outras autoridades, da Secretária de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais (Seapa), Ana Maria Soares Valentini. Segundo ela, o ZAP do Santa Isabel é um marco importante para o município, pois permite o direcionamento dos trabalhos a serem feitos na bacia. “As informações da base de dados são de extrema importância para a tomada de decisão. A partir de agora devem ser colocadas em prática todas as ações para revitalizar a bacia, recuperar e diminuir a degradação e aumentar a produção de água”, ressaltou.

Ao final do evento, o gerente do Sebrae Minas entregou exemplares do estudo para o prefeito de Paracatu, Olavo Condé, para a secretária de estado, Ana Valentini e para a vice-presidente da Irriganor, Rowena Petroll. O Diagnóstico de Zoneamento Ambiental Produtivo da Bacia do Santa Isabel é um documento de domínio público e ficará disponível no endereço www.meioambiente.mg.gov.br.

 

 

Fonte: Fotos e conteúdo da Agência Sebrae Minas, com adaptações de Juliana Gracieli.